Rádio JOVEM PAN

96.9. Jovem Pan Fernando de Noronha

Ouvir

Drogas, depressão, agressão: 6 revelações de Demi Lovato em “Simply Complicated”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Demi lembrou das maiores polêmicas da carreira no documentário

Demi lembrou das maiores polêmicas da carreira no documentário

Fonte: Reprodução

Demi Lovato lançou o documentário “Simply Complicated” no Youtube nesta terça-feira (17) e abriu toda a sua intimidade para os fãs, tocando em temas delicados e, muitos, nunca antes discutidos na sua carreira.

Logo na primeira cena, Demi fala sobre seu envolvimento com cocaína e revela que experimentou a droga pela 1ª vez aos 17 anos, quando ainda estava no Disney Channel. “Eu amei e saí de controle já na primeira vez que usei”, falou.

A luta contra a depressão, a agressão a uma dançarina, a relação complicada com comida e os antigos relacionamentos são todos temas explorados por Demi no documentário.

Veja a seguir 6 momentos delicados de “Simply Complicated”:


“Ou eu estava procurando drogas ou estava drogada”

“A primeira vez que usei cocaína foi aos 17 anos, enquanto trabalhava no Disney Channel, e eu estava com amigos que me apresentaram a droga. Eu estava com medo porque minha mãe sempre me disse que seu coração poderia explodir ao usar. Mas usei mesmo assim e amei”, diz Demi no documentário ao relembrar que se sentiu fora de controle logo na 1ª vez.

A cantora, que se internou em uma rehab aos 18 anos, disse que os primeiros 12 meses foram “extremamente difíceis” e ela não conseguiu se manter sóbria no começo. “Eu estava ou procurando drogas ou estava drogada. Era uma pessoa difícil de lidar. É vergonhoso me lembrar da pessoa que eu era”, desabafou.

“Estou em um aplicativo de relacionamentos com homens e mulheres”

Demi não evitou um tema que tem sido muito explorado sobre ela na mídia: sua sexualidade. No documentário, a cantora falou pela 1ª vez sobre sua bissexualidade.

“Estou aberta a conexões humanas não importa se é com alguém do sexo masculino ou feminino”, diz Demi.

“Tudo ficou um borrão”

Outro assunto que Demi fez questão de falar pela 1ª vez foi a agressão a uma de suas dançarinas durante a turnê com os Jonas Brothers em 2010. “Ela já estava no avião. Eu fui até ela e tudo ficou um borrão. Todos estavam enlouquecidos. Eu apenas me lembro de sentar e mandar uma mensagem escrito “me desculpe” para minha mãe e dormir o dia todo. Eu estava em um momento decisivo”, lembrou.

“A comida é meu maior desafio na vida”

Demi superou o vício em drogas e álcool, mas admite que ainda está em tratamento para seu transtorno alimentar, que começou quando ela tinha 8 anos. “Eu comecei a trabalhar e estava sob muito estresse, então eu fazia cookies para a minha família e comia todos”, lembrou.

“Comida ainda é o meu maior desafio na vida. Não quero dar poder a ela e dizer que ela controla minha cabeça, mas é algo em que estou sempre pensando: meu corpo, o que vou comer depois, o que poderia estar comendo, o que eu não queria comer. É constante”, desabafou.

“Meu coração sempre estará com Wilmer”

Demi Lovato namorou o ator Wilmer Valderrama por 6 anos e o casal terminou em 2016. No documentário, a cantora foi sincera ao falar sobre a dor de encerrar o relacionamento.

“Acho que meu coração sempre estará com Wilmer (...) eu não tive culpa de me desapaixonar - nós decidimos juntos que provavelmente somos melhores como amigos”, falou.

“Estava fascinada pela morte”

Aos 18 anos, Demi foi diagnosticada com transtorno bipolar. No documentário, ela contou que sempre sentiu algo diferente que não sabia identificar e, além da bipolaridade, a depressão a acompanhou desde cedo.

“Eu estava deprimida em uma idade muito nova. Fascinada com a morte. Ficava pensando como seria ter um funeral. Eu não sabia porque tinha esses pensamentos mórbidos e demorei para entender o que estava acontecendo”, falou. “Quando fui diagnosticada com bipolaridade tudo fez sentido (...) de uma forma eu soube que não era minha culpa - era algo além de mim”, diz em outro momento.

 

Veja "Simply Complicated" na íntegra:


Tags da Pan

Comentários